BICARBONATO DE SÓDIO - FARMACE

FARMACE INDÚSTRIA QUÍMICO-FARMACÊUTICA CEARENSE LTDA

Bicarbonato de Sódio Farmace Indústria Químico-Farmacêutica Cearense LTDA Solução Injetável 84mg/mL e 100mg/mL

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

BICARBONATO DE SÓDIO A 8,4% e 10%

APRESENTAÇÃO

Bicarbonato de Sódio 8,4% Bicarbonato de Sódio 10% Solução injetável.

Caixa com 50 ampolas de vidro incolor com 10mL Caixa com 100 ampolas de vidro incolor com 10mL Via de Administração: INTRAVENOSA.

“USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS.”

COMPOSIÇÃO

Cada 1mL da solução de Bicarbonato de sódio 8,4% contém:

Bicarbonato de Sódio . . . . . . . . 84mg Água para injetáveis q.s.p . . . . . . . . 1mL Excipientes: EDTA e Água pra injetáveis.

Cada 1mL da solução de Bicarbonato de sódio 10% contém:

Bicarbonato de Sódio . . . . . . . . 100mg Água para injetáveis q.s.p . . . . . . . . 1mL Excipientes: EDTA e Água pra injetáveis.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE 1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Bicarbonato de Sódio está indicado para o tratamento da acidose metabólica (leve a moderada) e suas manifestações, em caso de desordens renais, na insuficiência circulatória por choque ou desidratação e na parada cardíaca. Pode ser utilizado também para a alcalinização da urina e como antiácido.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Bicarbonato é um constituinte normal dos fluidos orgânicos que funciona como tampão, regulando o equilíbrio ácido-base no organismo. A concentração de Bicarbonato no organismo é regulada pelos rins.

O Bicarbonato de Sódio é um agente alcalinizante com várias utilidades, incluindo a correção da acidose metabólica, alcalinizante da urina e como antiácido.

Após utilização do Bicarbonato de Sódio injetável, a quantidade de bicarbonato no sangue aumenta, o pH sanguíneo também aumenta e a acidose metabólica é, então, revertida.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

O Bicarbonato de Sódio não deve ser usado por pacientes portadores de alcalose metabólica ou respiratória, pacientes com hipocloremia (diminuição de cloreto no sangue) que pode ser originada após vômitos ou drenagem gastrintestinal e após tratamento prolongado com diuréticos. Não utilizar o Bicarbonato de Sódio em pacientes com hipocalcemia (diminuição de cálcio no sangue).

Utilizar o Bicarbonato de Sódio com cautela em pacientes com ascite ou “barriga d\'água” (acúmulo de líquido na região do abdômen), doença pulmonar, retenção de líquidos e/ou hipocalemia (diminuição de potássio no sangue).

Este medicamento é contraindicado para pacientes com história de insuficiência cardíaca congestiva e insuficiência renal, cirrose, hipertensão e em uso contínuo de corticosteróides.

“Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.” Categoria de risco na gravidez: Categoria C.

“ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS OU QUE ESTEJAM AMAMENTANDO SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA OU DO CIRURGIÃO DENTISTA.” 4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Advertências e Precauções Descontinuar o uso se o paciente apresentar alcalose metabólica.

Monitorar o pH quando o Bicarbonato de Sódio for utilizado como alcalinizador da urina.

Cuidado para não haver extravasamento da solução intravenosa.

A solução de bicarbonato de sódio deve ser usada com precaução em pacientes com história de insuficiência cardíaca congestiva e insuficiência renal, cirrose, hipertensão e em uso contínuo de corticosteróides.

Risco de uso por via de administração não recomendada Não há estudos dos efeitos de Bicarbonato de sódio injetável administrada por vias não recomendadas.

Portanto, por segurança e para eficácia desta apresentação, a administração deve ser somente pela via intravenosa conforme prescrição médica.

Gravidez e lactação Categoria de risco na gravidez: Categoria C.

Não foram efetuados estudos adequados em mulheres, logo, administrar somente se claramente necessário.

Não se sabe se é excretado no leite.

“ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS OU QUE ESTEJAM AMAMENTANDO SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA OU DO CIRURGIÃO DENTISTA.”

Uso em crianças, idosos e outros grupos de risco Uso Pediátrico Utilizar com cautela em recém-nascidos e crianças menores de 2 anos de idade.

Uso em idosos Não existem dados disponíveis sobre o uso de Bicarbonato de Sódio injetável em idosos.

Interações com outros medicamentos Evitar a utilização simultânea com outros medicamentos para diminuir o risco de possíveis interações.

A alcalinização da urina provocada pela utilização do Bicarbonato de Sódio pode aumentar os efeitos da quinidina, anfetaminas, efedrina e pseudoefedrina, simpaticomiméticos, anorexígenos e mecamilamina.

O uso simultâneo de Bicarbonato de Sódio com diuréticos pode aumentar a alcalose hipoclorêmica.

O Bicarbonato de Sódio pode diminuir a ação da metenamina, do cetoconazol e dos salicilatos.

“Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se está fazendo uso de algum outro medicamento.” “Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.”

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Bicarbonato de Sódio é uma solução límpida, incolor, estéril, apirogênica e isenta de partículas em suspensão.

Cuidados de Conservação O produto Bicarbonato de Sódio deve ser conservado a temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) , protegido da luz e umidade.

O produto Bicarbonato de Sódio é uma solução estéril e apirogênica, logo, não proceda em hipótese alguma a guarda e/ou conservação de volumes restantes das soluções utilizadas, devendo as mesmas serem descartadas.

Prazo de validade 24 meses a partir da data de fabricação.

“Número do lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem primária.” “Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.” “Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.” “Este medicamento deve ser utilizado imediatamente após a abertura da ampola.” “Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.”

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Modo de usar A solução injetável deve ser administrada somente por via intravenosa e consumida imediatamente após a abertura da ampola.

Antes de ser administrada, a solução deve ser inspecionada visualmente para se observar a presença de partículas, turvação na solução e quaisquer violações na ampola. Não utilizar se a solução estiver turva, se contiver precipitado e/ou se tiver sido violada.

Posologia A dosagem a ser utilizada deve ser determinada pelo médico.

Acidose metabólica 2 a 5 mEq por Kg de peso corporal por infusão intravenosa no período de 4 a 8 horas.

Alcalinização urinária 2 a 5 mEq por Kg de peso corporal por infusão intravenosa no período de 4 a 8 horas.

Parada cardíaca Iniciar com 1mEq por Kg de peso corporal por infusão intravenosa e depois 0,5 mEq por Kg de peso corporal para cada 10 minutos se a parada continuar.

“Siga a orientação de seu médico respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.” “Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.”

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

“Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.”

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

O uso de Bicarbonato de Sódio pode provocar arrotos, aumento dos reflexos musculares, distensão abdominal, alterações de consciência, alterações metabólicas, cálculos renais, cólicas, tremor, retenção de líquidos e piora da insuficiência cardíaca.

O extravasamento da solução de Bicarbonato de Sódio pode resultar em dor no local da injeção e necrose tecidual após administração intravenosa.

“Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.”

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA?

O excesso de Bicarbonato de Sódio pode provocar hipocalemia e alcalose metabólica, principalmente em pacientes com insuficiência renal. Os sintomas incluem mudanças de humor, cansaço, falta de ar, fraqueza muscular e batimentos cardíacos irregulares.

Pode ocorrer também hipertonia muscular (rigidez muscular) e tetania (contrações involuntárias dos músculos) que pode se desenvolver especialmente em pacientes com hipocalcemia.

Nestes casos a administração deve ser interrompida e a terapia de apoio deve ser instalada se necessária.

“Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.”

DIZERES LEGAIS

M.S.: 110850023 Farm. Resp.: Dr. A. F. Sandes - CRF-CE n° 2797 Farmace Indústria Químico-Farmacêutica Cearense Ltda.

Rod. Dr. Antônio Lírio Callou, KM 02.

Barbalha - CE – CEP 63.180-000 CNPJ. 06.628.333/0001-46 Indústria Brasileira SAC: 0800-2802828 “Uso restrito a hospitais.” “Venda sob prescrição médica.”

HISTÓRICO DE ALTERAÇÃO PARA BULA

Dados da submissão eletrônica Data do expediente - Nº expediente - Assunto 10461 –

ESPECÍFICO

– Inclusão Inicial de Texto de Bula – RDC 60/12 Dados da petição / notificação que altera a bula Data do expediente - Nº expediente - Assunto - Dados das alterações de bulas Data de aprovação Itens de bula - Todos (Submissão Inicial do texto de bula em adequação a RDC 47/2009) Versões (VP/VPS) Apresentações relacionadas Bula VP e Bula VPS Solução injetável.